domingo, 7 de março de 2010

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS EM SALA DE AULA por jociana do nascimento pereira & maria zélia mendonça

RELATÓRIO I
INTRODUÇÃO
Neste relatório mostramos como foram aplicadas e desenvolvidas as atividades da Unidade 18 do TP 5, na 7ª. série e também o resultado dessas atividades, que vem demonstrar a importância da interligação harmoniosa entre as partes de um todo.

OBJETIVOS:
FCaracterizar a coerência na inter-relação entre textos verbais e não-verbais;
FVerificar como se constrói a coerência nos textos;
FAnalisar como se estabelece a unidade de sentidos em um texto.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS
            As atividades da Unidade 18 do TP5 foram aplicadas e desenvolvidas na 7ª. série em  harmonia com os conteúdos programáticos, direcionando principalmente o conteúdo: coerência textual.
            A teoria foi explicitada pelas professoras de maneira que ficasse mais óbvio para os alunos o que é a coerência de um texto. Foram utilizados fragmentos de textos de vários gêneros inclusive fragmentos coerentes e incoerentes. As dificuldades nas produções textuais foram superadas com o uso de estratégias de leitura e reescritas das produções. Quanto à aplicação das atividades não houve nenhuma dificuldade, pois esse é um conteúdo fácil acesso e muitos recursos podem ser utilizados, pode se utilizar o próprio texto do aluno como recurso.
            Os resultados foram positivos, pois os alunos conseguiram superar as dificuldades encontradas no início das atividades quanto à coerência do texto através da releitura dos seus próprios textos.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
            Ao praticar essas atividades observamos que com o uso do texto produzido pelos alunos, facilita a compreensão da coerência textual e que esse conteúdo contribuiu bastante na prática cotidiana de cada um.


            RELATÓRIO II
INTRODUÇÃO
            Esse relatório apresenta informações sobre a aplicação e o desenvolvimento das atividades da Unidade 17 do TP5 na 8ª série na sala de aula referente ao conteúdo “Estilística”.

OBJETIVOS:
FCompreender a noção de estilo no domínio da linguagem e o objetivo da Estilística;
FReconhecer alguns recursos expressivos ligados ao som e à palavra.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS
            Foram desenvolvidas atividades referentes à Unidade 17 do TP5 na 8ª série, tendo como conteúdos: textos e estilística. Essa unidade foi trabalhada entre as professoras de Língua Portuguesa e demais disciplinas.
            Houve dificuldades teóricas no que diz respeito à Estilística, mas com a leitura de textos literários e até mesmos de textos publicitários, essas dúvidas foram sendo esclarecidas de forma que os recursos expressivos ligados ao som e a palavra pudessem ser relacionados pelos alunos. Quanto à aplicação das atividades não houve entraves, pois os textos aplicados foram utilizados do livro didático usado em sala de aula, facilitando assim, o acesso aos textos.
            O interesse dos alunos foi estimulado pelas professoras através dos textos escolhidos que proporcionaram prazer pela leitura. Os objetivos foram alcançados, uma vez que os alunos compreenderam a noção de estilo e o objetivo da Estilística e também porque as atividades foram desenvolvidas em tempo hábil.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
            Com a prática dessas atividades percebemos que através dos textos a compreensão e assimilação dos conteúdos tornam-se mais fácil e aplausível. Outro ponto a ser observado é que a Estilística não deve ser vinculada apenas a textos literários, pode estar presente em qualquer gênero textual e em todas as variedades lingüísticas.


RELATÓRIO III
INTRODUÇÃO
            Esse relatório traz informações sobre as atividades aplicadas em sala de aula referente aos conteúdos Variantes lingüísticas: dialetos e registros na 7ª série.

OBJETIVOS:
FRelacionar língua e cultura;
FIdentificar os principais registros do Português;
FIdentificar os principais dialetos do Português.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS
            As atividades das Unidades 1 e 2 do TP1 foram planejadas de acordo com o rol de conteúdos programáticos para a 7ª série, sendo utilizadas os seguintes textos: “Retrato de Velho” de Carlos Drummond de Andrade, “Ciúme” de Lígia Bonjunga e “Conta de novo a história da noite em que eu nasci” de Jamie –Lee Curtes. Nesses textos foram trabalhados conteúdos gramaticais.
            Foram detectados algumas dificuldades teóricas em relação aos dialetos e os registros do português. Houve por parte dos alunos dificuldades em diferenciar dialeto de registro. Quanto à aplicação das atividades não houve dificuldades, pois os alunos trabalharam em grupos, facilitando o acesso aos textos trabalhados.
            Os alunos mostraram interesse pelos textos trabalhados, pois os textos apresentaram cunho humorístico o que levou grande atrativos pela repetição da leitura. Com isso a dificuldade em discernir dialeto e registro foi sendo superada.
            Observamos que houve êxito nos objetivos almejados, a partir o momento em que ficou explícito o gosto dos alunos pela leitura e o interesse em conhecer as variantes lingüísticas.
            Essa prática foi discutida entre as professoras de Língua Portuguesa e professores de outras disciplinas.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
            Ao praticar essas atividades observamos a influência dos textos no comportamento dos alunos em relação à linguagem e a sua inter-relação com a cultura de cada um. Outro ponto a ser observado foi que no final das atividades quase todos os alunos não só superaram as dificuldades encontradas no início, como sabiam reconhecer os gêneros textuais utilizados.
RELATÓRIO IV
INTRODUÇÃO
            Esse relatório tem como resultado relatos de atividades desenvolvidas em sala de aula, tendo como alvo alunos da 8ª série com o seguinte conteúdo: Produção textual.

OBJETIVOS:
FRelacionar as práticas comunicativas com o processo da escrita;
FReconhecer os usos e as funções da escrita na prática do cotidiano.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS
            As atividades aplicadas em sala de aula, referentes à Unidade 16 do TP4 foram planejadas e discutidas entre os professores de Língua Portuguesa e a supervisora da escola de acordo com os conteúdos programáticos e a proposta pedagógica da escola.
            Foram utilizados vários textos para a leitura, auxiliando a aquisição de novos conhecimentos e a troca de informações nas diversas situações sociocomunicativas da vida diária, também foi levado em consideração os conhecimentos prévios dos alunos.
Não houve dificuldades ao desenvolver as atividades, visto que os textos na sua maioria estavam relacionados à vida diária.
Os objetivos foram alcançados, os alunos demonstraram interesse e resultados positivos nas suas produções textuais e melhor desempenho na leitura, reconhecendo a importância que a leitura exerce no processo da escrita e no cotidiano de cada um.
           
CONSIDERAÇÕES FINAIS
            Observamos que a leitura e escrita estão interligadas e que precisamos ensiná-los para que os nossos alunos pratiquem-nas com clareza.
            Nesta unidade observamos que a leitura é o passo fundamental para a escrita e que quando se trata do cotidiano é mais fácil para despertar o interesse dos alunos, que desenvolve mais rapidamente suas competência e habilidades.

Um comentário:

  1. Muito bom o trabalho de v6! Parabéns!!!
    É de educadores assim que o Brasil precisa!

    ResponderExcluir